Fórum Madalena

Interatividade com disciplinas
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
Admin
Admin


Mensagens : 88
Data de inscrição : 12/08/2016

MensagemAssunto: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Qua Set 21, 2016 9:37 am

Orientações para a atividade:

O HOLOCAUSTO


1- Acesse o site do Memorial do Holocausto na Língua Portuguesa https://www.ushmm.org/ptbr
2- Faça uma visitação virtual ao museu, interessante circular por todos os “espaços”, observando atentamente as exposições e coleções permanentes do museu, fotografias, artefatos, mapas, testemunhos, entre outros documentos históricos relevantes sobre o holocausto e a Segunda Guerra Mundial.



3- A partir de agora vocês irão desenvolver atividades a partir do acervo encontrado em português, na seguinte página do Museu: www.ushmm.org/ptbr. Abaixo, encontram-se algumas sugestões para o trabalho com o acervo:



a. Diferentes experiências pessoais durante o holocausto foram postadas nesta página, no link http://www.ushmm.org/wlc/ptbr/media_list.php?MediaType=id

b. Acessando a página, vocês terão acesso a fichas de identificação de várias pessoas de origem judaica, cujas histórias foram relatadas. É emocionante acompanhar os relatos da trajetória de homens e mulheres durante a perseguição antissemita na Segunda Guerra Mundial.

c. São muitas fichas de identificação. Clique na foto da pessoa cuja história desejar conhecer. A foto é acompanhada pelo nome, data de nascimento, cidade e país de origem. Sob a coordenação do professor, devem combinar entre si qual relato será lido por cada um, para que não se repitam.

d. Após a leitura, cada aluno socializará com os demais colegas a experiência pessoal, durante o holocausto, da pessoa que escolheu, colocando sua opinião sobre o relato lido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://madaforum.forumeiros.com
Gabryel Argolo Acioly

avatar

Mensagens : 3
Data de inscrição : 20/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Dom Set 25, 2016 8:43 pm

Gabryel Argolo Acioly-15

*TOMAS KULKA: Tomas era judeu, filho de Robert kulka, após a morte de seu avô a familia kulka se mudou para brno.
   poucas semanas antes do seu quinto aniversário, os alemães ocuparam Boêmia e a Morávia, inclusive brno.
   Tomas e sua família foram despejados de casa, e ele, por ser judeu, foi proibido de ingressar na escola.
   Em 9 de maio de 1942, Tomas foi deportado para o campo de extermínio de sobibor onde foi envenenado com gás com apenas 7 anos de idade.

No meu ponto de vista, a família de Tomas foi batalhadora pois eram perseguidos por ser judeus, pelos alemães e também grande sofredora, pois seus entes foram assassinados.


Última edição por Gabryel Argolo Acioly em Qua Set 28, 2016 8:41 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ana Clara Marinho

avatar

Mensagens : 3
Data de inscrição : 20/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Seg Set 26, 2016 4:19 pm

Ana Clara Marinho- N° 05

Johanna Hirsch (Hanne): Nasceu no seio de uma família judia na cidade alemã Karlsruhe. Seu pai, Max, era fotógrafo. Após o falecimento dele, a mãe de Hanne, conseguiu tocar os negócios e manter o estúdio aberto. No ano de 1930, Hanne ingressou na escola pública.
Durante o anti-judeu (1933), tal qual aconteceu com outros negócios das propriedades dos judeus, foram cobertos por cartazes que diziam: "Não compre de judeus". Diante deste fato, foi criado um sentimento de fúria que ,depois de muito trabalho, gerou no fechamento obrigatório do estúdio.
Em 1940, foram deportados para um campo de detenção do regime francês, que queriam tirar as crianças de campo. Em 1943, Hanne conseguiu fugir para a Suíça.
Em 1945, ela casou-se, teve uma filha, e três anos mais tarde a família emigrou para os Estados Unidos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
JuliaAbreu

avatar

Mensagens : 9
Data de inscrição : 20/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Seg Set 26, 2016 5:49 pm

Julia Abreu Figueiredo Barbosa Bernardo- 19

Inge Scheer,nasceu em 11 de Janeiro de 1930, sua família era composta por seus pais,ela e sua irmã, eles viviam em Viena(Áustria) e eram judeus. Quando os alemães atacaram a Áustria Inge e sua família tiveram que se mudar para a Bélgica, lá ela e sua família tiveram que mudar todo o seu modo de vida inclusive ela teve que ingressar em uma escola católica, alem de ter mudado seu nome para Irene ele teve que fazer teatro para se distrair daquele período de guerra, com isso ela se tornou famosa ate que sua irmã foi sequestrada (no período em que os alemães invadiram a Bélgica). Então ela e sua família tiveram que procurar sua irmã e descobriram que ela estava morta, então eles perceberam que continuar na Bélgica era um perigo, ate que a guerra teve fim e ela junto com a sua família se mudaram para a Argentina e em 1949 imigraram para os Estados Unidos.

Em minha opinião a atitude da família em relação a situação que estavam passando foi adequada, porque se eles continuassem lá eles poderiam correr o risco de serem mortos ou colocados em um campo de concentração, onde seriam mortos do mesmo jeito.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Iris Maria



Mensagens : 6
Data de inscrição : 20/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Seg Set 26, 2016 10:37 pm

Iris Maria Bandeira Barreto (Nº 17)
O holocausto foi a perseguição e o extermínio de judeus e outros povos pelos nazistas, por acreditarem que os alemães eram "racialmente superiores". Liliana Guzenfiter, nascida em 16 de junho de 1924 na Polônia, foi vítima desse sistema. Seu sonho era ir para Paris e estudar na Sorbonne, pois queria cursar direito e ser a segunda mulher polonesa com o cargo de promotora de justiça. Liliana chegou a ser agredida e chamada de judia imunda na escola onde estudava, teve sua família morta e sobreviveu trabalhando como escrava nos campos de Majdanek e Skarzysko-Kamienna, até ser libertada em Czestochowa, em 18 de janeiro de 1945. Em 1950 ela emigrou para os Estados Unidos. Na Segunda Guerra Mundial, existiram mais de 5 mil campos de concentração espalhados pela Europa. Juntos, eles foram responsáveis pela morte de 6 milhões de pessoas. O holocausto deixou terríveis marcas em todo o mundo. Inocentes foram mortos, mães sem seus filhos, crianças órfãs, famílias foram destruídas, e no caso de Liliana, ela não pôde realizar seu sonho por conta dessa barbárie que até hoje choca a todos - e continua inexplicável.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Leticia Damasceno Leite

avatar

Mensagens : 5
Data de inscrição : 20/09/2016
Idade : 16

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Seg Set 26, 2016 11:12 pm

Letícia Damasceno Leite - Nº 22

O Holocausto foi um período marcado pela perseguição e extermínio sistemático de milhares de judeus, apoiado pelo governo nazista de Hitler, onde o fator principal para tanto “ódio” era o simples motivo das autoridades alemãs acreditarem que eram “superiores” aos judeus, que segundo os alemãs, eram “inferiores”, sendo uma ameaça ao país e a comunidade racial alemã. Durante esse tenso período, o governo nazista destruiu, além dos judeus, outros grupos considerados “inferiores”, como ciganos, deficientes físico e mentais, eslavos e entre outros.
Ernest G. Heppner era um dos três filhos de uma família judia na cidade de Breslau, onde seu pai era dono de uma fabrica de matzá. Quando Ernest tinha 12 anos Hitler assumiu o poder, a partir dessa posse tudo mudou na vida dele. Ainda na escola sofria ofensas dos demais por conta da sua religião. Em 1935 começaram surgir nas ruas placas com a frase “proibidos judeus”, foi a partir dai que a situação ficou ameaçadora. Vendo esse clima de tensão, sua família decidiu se mudar, porem eles só conseguiram duas passagens, a de sua mãe e a dele e foram embarcados em um navio para Ásia, deixando o resto da família. Dessa forma chegaram em Xangai, uma cidade chinesa administrada por japoneses, onde era o único lugar da Asia que aceitava refugiados. Em 1943 os japoneses construíram um gueto para judeus, onde Ernesto permaneceu dois anos preso. Com o fim desse conflito, ele passou alguns anos trabalhando para a Força Armada Norte-Americana, e mais tarde emigrou para os Estados Unidos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
fernandapimentel

avatar

Mensagens : 3
Data de inscrição : 26/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Seg Set 26, 2016 11:12 pm

Por Maria Fernanda de Sousa Pimentel, 9º B, nº 32

Ruth Gabriele Silten vivia na capital alemã, Berlim, com seus país e toda sua família, onde seu avô era dono de uma farmácia e de uma fabrica de produtos farmacêuticos.

Em 1938, o avô de Ruth foi obrigado a vender suas propriedades para um alemão. Após isso, o pai de Ruth decidiu que seria melhor para todos, se mudar para Amsterdã, pois naquela época era um local seguro para a morada dos judeus. Com apenas 5 anos de idade, Ruth não sabia por que teria que mudar tanto sua vida, pois a considerava boa, com todos os brinquedos e amigos.

Em 1940, com a invasão alemã a Holanda, Ruth, por ser muito pequena, se assustava com todas as tropas marchando na rua, e se perguntava por quê não podia mais brincar com seus amigos e por quê tinha que usar uma grande estrela amarela no peito. Quando tinha 9 anos, a família de Ruth foi deportada para um campo de concentração na Holanda, onde seus pais tiveram que trabalhar como escravos e ela teve que aprender a roubar para poder se alimentar.

Quando ela tinha 12 anos seus pais foram liberados, em em junho de 1945, e a família de Ruth retornou a Amsterdã e a viver.

Na minha opinião, os relatos dos sobreviventes da Segunda Guerra são sempre marcantes, principalmente daqueles que tiveram que sobreviver (ou morrer) em campos de concentração. Mas o horror maior do Holocausto é quando lemos a experiência de crianças, que tiveram sua infância roubada pelas atrocidades nazistas. No caso de Ruth, sem mesmo entender o que estava lhe ocorrendo, perdeu sua infância, tendo que sobreviver de maneira desumana e cruel.

Relembro, lendo este relato, as histórias semelhantes de Anne Frank e de Liesel Meminger, que também tiveram suas infâncias abaladas pela crueldade da guerra.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lucas Oliveira



Mensagens : 6
Data de inscrição : 20/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Seg Set 26, 2016 11:44 pm

Lucas Oliveira S.R.Barros, n:24- 9 ano B

Dora Rivkina era a segunda das três filhas de uma família de judeus em Minsk, capital da Bielorrússia. Antes da segunda guerra mundial a maior parte da população era judaica. Em 1941, os invasores alemães chegaram a Minsk e a família de Dora foi mandada para o gueto de sua cidade, porém 3 anos depois, o gueto foi evacuado, e Dora, com 19 anos, conseguiu fugir de um grupo aprisionado e se juntar aos anti-nazistas, mas os alemães rapidamente os capturaram, nesse momento eles logo perceberam a presença de judeus no grupo e para a infelicidade de Dora, uma companheira acabou apontando para ela. Os alemães acabaram amarrando as mãos de Dora, prenderam uma pedra em seu pescoço e jogaram em um rio, atirando em seu corpo em seguida.

Na minha opinião, os relatos são bastante interessantes e marcantes, mas da mesma forma são tristes, como o de Dora, que perdeu parte de sua adolescência e não teve à oportunidade de construir uma família por causa da guerra.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
AllanTenorio



Mensagens : 8
Data de inscrição : 23/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 12:05 am

Concordo com a Júlia, pois a família de Inge Scheer não tivesse uma atitude de sair daquele local, seriam colocados em risco e entrado em um grande problema, pelo fato de naquela época esta muito perigoso e violento onde estaria havendo muitas mortes naquele momento e naquela época .


Última edição por AllanTenorio em Ter Set 27, 2016 11:18 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Maria Fernanda Barbosa



Mensagens : 4
Data de inscrição : 26/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 12:05 am

Maria Fernanda Barbosa 9 °ano "B" N° 33
O holocausto foi de fato um dos períodos mais aterrorizantes da história, a prova incontestável da maldade humana e decorrente disso muitas pessoas sofreram diante desta época tão cruel e uma delas foi Henry Maslowicz
Henry nasceu em uma família de judeus a qual vivia numa antiga cidade na Polónia, lá a comunidade judaica mantinha uma exelente relação com os poloneses cristãos e por isso a população se negou a cooperar com o governo na onda anti-semitista.
O pai de Henry trabalhava em uma fábrica de carvão quando os alemães invadiram a cidade é apesar do medo seus pais continuaram na cidade
Em 1940 Henry nasceu em um gueto e seus pais não tiveram opção se não enconde-lo dos soldados e o garoto foi levado a um convento católico que logo foi bombardeado.
Com apenas 3 anos de vida Henry foi abandonado na rua e apanhado por uma mulher que o escondeu no sótão de uma loja de doces, ele vivia no escuro, abandonado e ali sozinho e durante todo aquele tempo Henry apenas via àquela mulher que o ensinou o sinal da cruz e o alimentou
Henry cresceu sem ao menos saber o seu nome ou por que vivia sozinho no escuro de um sótão e apenas anos depois Henry se reencontrou com seu pai e teve uma vida normal finalmente

Na minha opinião o mais aterrorizantes da segunda guerra mundial não foi apenas os campos de concentração foi também o sangue frio na hora de acabar com a vida de dezenas de milhares de pessoas e o modo como tratavam pessoas como animais que podiam ser jogados em cantos escuros para morrer.
Henry era uma criança inocente que não sabia nem ao menos o que era o judaísmo ou mesmo uma religião ele não mereceu sofrer assim... nenhum ser humano merece isso.


Última edição por Maria Fernanda Barbosa em Ter Set 27, 2016 3:00 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
alice maria



Mensagens : 2
Data de inscrição : 26/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 7:31 am

Alice Maria Gonçalves - n 3
A segunda guerra mundial foi marcada pelo exagerado e cruel exterminio na grande parte dos judeos , que eram considerados de uma raça inferior à raça ariana - dos nazistas que afirmavam so existir essa mais perfeita raça.

Uma das vitimas dessa grande desumanidade foi
Renate Guttmann, nascida em 31 de dezembro de 1937 , vinha de familia judia e morava com seus pais e seu irmao gêmeo,René.
Em 1939 as forças alemãs ocuparam Praga , onde ela morava, e foi a partir dai começou o pior episodio de sua vida. Aos seis anos de idade ela e sua familia foi transferida para o gueto aushwitz e depois foi separada do seu irmão e da sua mãe, onde começou a ser violentada, amarrada numa mesa e cortada com a faca a frio, recebia diversas injeções que provocava vomito e diarreia. Como haviam diversos doentes ,inclusive ela, os medicos começaram a separa-los para serem assassinados e uma enfermeira com pena da pequena Renate ,escondeu-a debaixo de sua saia e assim, salvou sua vida.
Renate e seu irmão sobreviveram e se reencontraram nos Estados Unidos em 1950. Eles descobriram que foram um dos pares dos "Gêmeos de Mengele" usados para experiências “médicas”.
Essa historia é realmente bem impactante e impresionante ja que Renate foi separada da sua familia, sofreu, e ainda foi salva por uma enfermeira que não se deixou levar pelo ódio. Achei uma história bem emocianante


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
janine muritiba



Mensagens : 6
Data de inscrição : 27/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 10:55 am

Janine Muritiba 9° ''B'' N° 18

Catharina Soep

Catharina, cresceu em uma família em Amsterdã. Seu pai era comerciante de diamantes bem-sucedido e presidente da comunidade judaica de Amsterdã. Benno e Josette eram seus irmãos.
Catharina estudava na escola Montessori de Amsterdã, depois da aula ela e suas amigas adoravam se encontrar para conversar e fazer a lição de casa.
Entre 1940 e 1944, alemães invadiram a Holanda em maio de 1940, e sua família foi presa em 43. Eles foram levados para Westerbork, na Holanda, e, oito meses depois, para o campo de concentração de Bergen-Belsen. Em 1944, os nazistas decidiram montar uma fábrica de diamantes, usando os contatos dos judeus que conheciam o negócio. Como seu pai trabalhava com diamantes, eles não foram enviados para os campos de extermínio.
Com o avanço dos soviéticos, prisioneiros foram para destino ao oeste. No dia 13 de abril de 1945, ela foi libertada e Catharina emigrou para os Estados Unidos em 51.

Essa história mostra a sorte que Catharina e sua família tiveram ao ''escaparem'' de um possível extermínio.


Última edição por janine muritiba em Ter Set 27, 2016 6:51 pm, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
maria eduarda g

avatar

Mensagens : 6
Data de inscrição : 24/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 11:02 am

Maria Eduarda Gomes  9 ano '' B '' n-30

RENA GANI

A família de Rena era judia, ou seja, era parte de um grupo judaico que vivia nas cidades gregas e na região dos Bálcãs há mais de 1.100 anos. O pai de Rena tinha uma pequena loja de tecidos e sua mãe, dona de casa, cuidava de Rena, sua irmã e seus três irmãos. Logo depois a família dela foi morar numa cidade vizinha onde ela concluiu o ensino fundamental, lá ela também teve a oportunidade de aprender francês, grego e hebraico além de matemática história e estudos sociais. Depois os pais dela retornaram para a cidade de Preveza e Rena passou a estudar em uma escola pública grega.Logo depois os alemães invadiram a Grécia,mas Preveza só foi ocupada depois.Um ano depois a família de Rena foi para a Polônia e os pais dela foram imediatamente enviados para a morte na câmara de gás e os irmãos dela foram enviados para trabalhar num crematório e Rena foi enviada para cavar valas.Algumas semanas depois os irmãos dela foram mortos . Depois ela enviada para o campo de concentração para mulheres, e libertada durante uma marcha da morte. Posteriormente, ela emigrou para os Estados Unidos.
Esta história mostra a vida de uma pessoa que vivia na Grécia naquela época e as lutas para não ser envidado para trabalhar em outro lugar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Juliamquintela

avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 20/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 11:03 am

Julia Maria F da R Quintela  NÚMERO:20                                                                                     GERDA BLACHMANN

Filha de um casal judeu moravam em Bleslau, seu pai trabalhava como vendedor para uma grande companhia de materiais de construção de ferragens. Estudou em uma escola pública ate os 9 anos quando foi admitida em uma escola católica para meninas. Como o resultado do Pogmom as janelas das lojas judias tinham sido quebradas e tinha fumaça de uma sinagoga incendiada. Seus pais decidiram fugir para Cuba mas disseram que os seus vistos eram inválidos e tiveram que voltar para a Europa. Sua mãe e ela disfarçadas de camponesas passaram pela patrulha fronteira alemã e chegaram na fronteira da Suíça e da França, ficaram presas pela noite e no dia seguinte foram colocadas num, trem junto com os outros refugiados. Gerda passou dois anos internada num campo de refugiados na Suiça e depois trabalhou na cidade de Brena em uma fábrica ate o final da guerra. Ela emigrou para os Estados unidos. Essa historia mostra como era difícil a vida dos judeos pois eles nao podiam, se misturar com a sociedade e ela tentou fugir e não conseguiu e depois teve que passar dois anos em um campo de refugiados.


Última edição por Juliamquintela em Ter Set 27, 2016 11:19 am, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Juliamquintela

avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 20/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 11:18 am

Concordo com Maria Eduarda Gomes
era muito dificil ter que ser retirada de casa e muito mais perder membros da familia e pessoas proximas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
maria eduarda g

avatar

Mensagens : 6
Data de inscrição : 24/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 11:20 am

Concordo com a Julia Maria Quintela pois o fato de não poder se misturar com a sociedade e ser enviado para um campo de refugiados é muito ruim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Juliamquintela

avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 20/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 11:27 am

Concordo com Maria Fernanda Pimentel
a vida de Anne Fank foi muito marcante e parecida com as de outras pessoas que viveram nessa época inclusive a de Gabriele Silten.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Juliamquintela

avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 20/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 11:32 am

Concordo com Janine Muritiba
Catharina teve muita sorte de conseguir escapar de um possível extermínio poucas pessoas conseguiam, escapar nessa época
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Juliamquintela

avatar

Mensagens : 8
Data de inscrição : 20/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 11:32 am

Concordo com Janine Muritiba
Catharina teve muita sorte de conseguir escapar de um possível extermínio poucas pessoas conseguiam, escapar nessa época
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
maria eduarda g

avatar

Mensagens : 6
Data de inscrição : 24/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 11:33 am

Concordo com a Janine Muritiba pois deve ser muito difícil escapar de um possível extermínio.


Última edição por maria eduarda g em Ter Set 27, 2016 11:41 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kill Games

avatar

Mensagens : 10
Data de inscrição : 23/09/2016
Idade : 16

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 11:34 am

Rosivan Neto - N° 40

Fritz era um dos três filhos de uma família judia que morava na Alemanha. Seu pai era dono de uma fabrica de tecido e Fritz trabalhava como vendedor de tecidos. Após a morte de seu pai, Fritz e seus dois irmãos herdaram os negócios do pai, em 1913 Fritz se casou e teve 2 filhos e uma filha

Vinte anos depois os nazistas assumiram o poder na Alemanha e um ano depois Fritz e seus irmão perderam a fábrica da família. Três soldados invadiram a casa da família e ordenou que todos se retirassem em uma semana todos os seus pertences seriam jogados pela janela. Menos de um mês apos isso a família se mudou para Hamburgo onde teve apoio de seu tio.

Em 1941, Fritz e sua família foram deportados para o gueto de Minsk, na URSS, juntamente com outros judeus que estavam em Hamburgo. Após o desembarque eles foram cercados por guardas da SS e foram levados para um prédio e no caminho viram vários cadáveres espalhados pelo chão. Antes de serem colocados em seus alojamentos, foram obrigados a pegar os corpos espalhados pelo chão e lavar as paredes que estavam sujas de sangue.

O gueto de Minsk foi destruído em outubro de 1943, e nunca mais se teve notícias de Fritz. Seu filho Heinz foi deportado em setembro e foi o único daquela família a sobreviver à
Guerra.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://comprarvips.webnode.com//
AllanTenorio



Mensagens : 8
Data de inscrição : 23/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 11:36 am

[quote="Maria Fernanda Barbosa"]Maria Fernanda Barbosa 9 °ano "B" N° 33
O holocausto foi de fato um dos períodos mais aterrorizantes da história, a prova incontestável da maldade humana, decorrente disso muitas pessoas sofreram na pela está épica tão cruel uma delas foi Dora Rivkina.
Dora era a filha do meio de uma família de judeus, nascida na capital da Bielorrússia que era formada por cerca de um terço de judeus. Seu pai trabalhava em uma fábrica estatal que produzia móveis.
A garota tinha vastas habilidades atléticas entre elas se destacavam a dança e a natação, ela ainda fazia parte de um grupo chamado Jovens pioneiros, que eram jovens fazendo palestras sobre a história soviética.
Em 1951 os nazistas chegaram em Minsk e toda família de Dora foi encaminhada para o gueto daquela cidade, porém quando o gueto ia ser evacuado Dora conseguiu fugir dos prisioneiros e se juntou a um partisan anti-nazi que foi logo capturado pelos soldados alemães. Durante a captura os soldados perguntaram ao grupo quais deles eram judeus, no início todos permaneceram calados, mas após serem ameaçados uma mulher apontou para Dora que foi logo capturada e amarrada a uma pedra e em seguida jogada em um rio e assim acabava vida da garota de 19 anos
O mais aterrorizantes da segunda guerra mundial não foi apenas os campos de concentração foi também o sangue frio na hora de acabar com a vida de dezenas de milhares de pessoas[/quote

Sim, por o holocausto ter sido muito aterrorizante, os assassinos eram sangue frio pelo fato daquela época esta muito violenta .
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kill Games

avatar

Mensagens : 10
Data de inscrição : 23/09/2016
Idade : 16

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 11:36 am

janine muritiba escreveu:
Janine Muritiba 9° ''B'' N° 18
Catharina, cresceu em uma família em Amsterdã. O pai de Catharina era um bem-sucedido comerciante de diamantes e presidente da comunidade judaica de Amsterdã. Benno e Josette eram irmãos de Catharina.
Nos domingos de manhã e nas quartas-feiras, depois da aula na escola Montessori de Amsterdã, ela frequentava uma escola judaica particular. Ela e suas amigas adoravam se encontrar para conversar e fazer a lição de casa.
Entre 1940 e 1944, alemães invadiram a Holanda em maio de 1940, e sua família foi presa em 43. Eles foram levados para Westerbork, na Holanda, e, oito meses depois, para o campo de concentração de Bergen-Belsen. Em 1944, os nazistas decidiram montar uma fábrica de diamantes,   usando os contatos dos judeus que conheciam o negócio. Como seu pai trabalhava com diamantes, eles não foram enviados para os campos de extermínio.
Com o avanço dos soviéticos, prisioneiros foram para destino ao oeste. No dia 13 de abril de 1945, ela foi libertada e Catharina emigrou para os Estados Unidos em 51.
 Essa história mostra a sorte que Catharina e sua família teve ao ''escaparem'' de um possível extermínio.



Concordo com a Janine, pois é muito difícil Catharina e sua família conseguirem escapar de um extermínio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://comprarvips.webnode.com//
Kill Games

avatar

Mensagens : 10
Data de inscrição : 23/09/2016
Idade : 16

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 11:38 am

maria eduarda g escreveu:
Maria Eduarda Gomes  9 ano '' B '' n-30

RENA GANI

A família de Rena era judia, ou seja, era parte de um grupo judaico que vivia nas cidades gregas e na região dos Bálcãs há mais de 1.100 anos. O pai de Rena tinha uma pequena loja de tecidos e sua mãe, dona de casa, cuidava de Rena, sua irmã e seus três irmãos. Logo depois a família dela foi morar numa cidade vizinha onde ela concluiu o ensino fundamental, lá ela também teve a oportunidade de aprender francês, grego e hebraico além de matemática história e estudos sociais. Depois os pais dela retornaram para a cidade de Preveza e Rena passou a estudar em uma escola pública grega.Logo depois os  alemães invadiram a Grécia,mas Preveza só foi ocupada depois.Um ano depois a família de Rena foi para a Polônia e os pais dela foram imediatamente enviados para a morte na câmara de gás e os irmãos dela foram enviados para trabalhar num crematório e Rena foi enviada para cavar valas.Algumas semanas depois os irmãos dela foram mortos . Depois ela enviada para o campo de concentração para mulheres, e libertada durante uma marcha da morte. Posteriormente, ela emigrou para os Estados Unidos.
Esta história mostra a vida de uma pessoa que vivia na Grécia naquela época e as lutas para não ser envidado para trabalhar em outro lugar.


Concordo com Maria Eduarda Gomes, Ser retirada de casa e perder muitos membros da família é muito complicado!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://comprarvips.webnode.com//
Maria Cecília



Mensagens : 6
Data de inscrição : 24/09/2016

MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   Ter Set 27, 2016 11:38 am

Maria Cecília Torres, Nº 29, 9º "B"

Gertrud Teppich nasceu em Berlim em uma família judia. Com um pouco mais de vinte anos, casou-se e teve duas filhas. Em 1931 ficou viúva e cinco anos após os nazistas assumirem o poder, sua filha mais velha, Ilse, fugiu para Amsterdã e no ano seguinte a mais nova foi para a Suiça a trabalho, porém permaneceu por lá e Gertrud ficou sozinha em seu apartamento em Berlim.
Durante o período da Guerra, foram estabelecidas leis nazistas que obrigavam os judeus a vender seus imóveis e utensílios domésticos a alemães arianos e a renda obtida seria revertida ao governo nazista. Sua cunhada era alemã ariana e a ajudaria comprando sua mobília, pois assim Gertrud pôde reter seus pertences.
Em 1942, ela recebeu um aviso dizendo que seria deportada em breve e acabou se suicidando, pois preferia morrer a ser deportada para os campos de concentração.

Essa história mostra que as pessoas preferiam morrer do que serem levadas para os campos de concentração pois lá elas seriam maltratadas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
ATIVIDADE 1 - HOLOCAUSTRO
Voltar ao Topo 
Página 1 de 4Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Madalena :: 9 ANOS :: 9 ano B :: HISTÓRIA-
Ir para: